Conselho Municipal do Associativismo anuncia medidas de apoio ao Movimento Associativo

No passado 28 de Julho, a ADAL esteve presente em mais um plenário do Conselho Municipal do Associativismo, realizado no Pavilhão José Gouveia, em São João da Talha.

Com o devido distanciamento social, o debate foi fortemente marcado pelo tema COVID-19 e como a pandemia está a afetar o dia-a-dia das associações que vêm as suas atividades canceladas e as suas receitas próprias reduzidas mas, simultaneamente, mantêm as despesas correntes.

Para fazer face ao problema, a Câmara Municipal de Loures lançou uma linha de  apoios financeiros excepcionais às associações culturais, juvenis e desportivas do concelho,  para comparticipação financeira do valor despendido em pagamentos de água, electricidade, gás, comunicações e rendas das instalações que sirvam de sede.

ADAL participou na reunião da Comissão de Acompanhamento do Plano de Adaptação às Alterações Climáticas de Loures

As alterações climáticas derivam do  impacto das atividades humanas com reflexos na temperatura da Terra, reforçando o efeito de estufa e concorrendo para o aquecimento global.

As alterações climáticas afetam todas as regiões do mundo, constatando-se fenómenos meteorológicos extremos cada vez mais comuns, como são exemplo quer a pluviosidade a aumentar, quer as vagas de calor e as secas a agravar-se.

Os seus impactos são distintos e significativos, com efeitos na saúde humana, na sociedade, na economia, no ambiente, na biodiversidade, em suma, na sustentabilidade do planeta.

O Município de Loures está a elaborar o Plano de Acção Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas de Loures (PAMAAC-LRS), um instrumento que visa identificar e implementar medidas de adaptação às variações climáticas de curto prazo e aos eventos extremos e com o objectivo de, a longo prazo, reduzir a vulnerabilidade do território às alterações climáticas.

Foi criada uma Comissão de Acompanhamento do PAMAAC-LRS, com o objetivo de envolver todos os atores estratégicos, públicos e privados, a nível municipal, potenciando a partilha de conhecimento e experiências, e favorecendo uma maior capacidade para encontrar melhores respostas e soluções na elaboração, dinamização e monitorização do Plano.

Enquanto associação representativa da área do ambiente e entidade parceira do município, a ADAL foi convidada a integrar a Comissão de Acompanhamento, tendo participado na reunião realizada no passado dia 28 de julho.

A ADAL valoriza e reconhece a importância do envolvimento das entidades e da população em geral na gestão local, sendo o debate alargado essencial a uma perspetiva transdisciplinar do território e fulcral na estratégia política a definir.

Confira aqui a notícia publicada no sítio da CMLouresPlano de Ação Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas em debate

PERCURSO: Pelas Calçadas de Fanhões

Este percurso é circular, percorrido na freguesia de Fanhões. O ponto de encontro é o parque de estacionamento do cemitério local. Caso o horário o permita, entre e observe algumas das campas executadas com pedra da calçada.

Logo em frente ao portão do cemitério, outro ponto de paragem: a nascente da Fontinha e o Caminho das Lavadeiras.

Seguir em direção ao centro da vila, que acolhe desde 1999 o Monumento ao Calceteiro, uma estátua da autoria de Eduarda Filhó que enaltece a Capital do Calceteiro – marca registada em 2018.

Depois subir até ao coreto e à Igreja Matriz S. Saturnino. Durante o percurso atente aos inúmeros pormenores de calçada típica, mas não olhe só para o chão, pois as fachadas e os quintais têm apontamentos desta arte. Oportunidade também para admirar a azulejaria tão caraterística das fachadas das casas.

Neste ponto do itinerário aconselhamos a uma breve paragem no café em frente à sede da Junta de Freguesia para apreciar os famosos pastéis de nata.
Retemperadas as forças, é tempo de subir pela Estrada Velha rumo a Casaínhos, onde a Fonte possibilita encher o cantaril….

Uns metros à frente da Fonte de Casaínhos, virar à direita na rua da Serra dos Moinhos e continuar campo adentro. Esta é a parte do percurso mais verde e selvagem. No final deste troço, e sempre admirando/observando a típica paisagem compartimentada dos Barros, virar à direita na rua da Sociedade Recreativa, subindo em direção ao Fortim de Ribas.

Chegados ao Fortim de Ribas, é tempo de relaxar e apreciar a fantástica paisagem, donde se avista a vila de Bucelas e a serra do Socorro.

Depois do tempo necessário para usufruir da vista e do descanso e da reportagem fotográfica desça a rua do campo de Tiro em direção à Avenida Catarina Eufémia. É aqui que vai encontrar o último local deste percurso: a Fonte Velha de Fanhões.

O regresso ao parque de estacionamento não tem nada que enganar!

Clique aqui para aceder a informação detalhada do Percurso.

DONATIVOS DE SÓCIOS E AMIGOS DA ADAL

A actividade principal da ADAL caracteriza-se sobretudo por acções de advertência relativamente a problemas identificados nos domínios do ambiente e do património e pelo acompanhamento dos processos.

Ainda assim, o funcionamento da Associação e a realização de algumas actividades têm custos associados, para os quais o contributo dos sócios e dos amigos da ADAL é imprescindível.

Por isso apelamos aos sócios e amigos da ADAL que efectuem o pagamento de quota ou que façam um donativo à Associação, para que continue a desempenhar a sua missão e a cumprir os objectivos traçados.

Siga-nos no sítio ou através do Boletim Linha de Defesa! Colabore com a ADAL!