Dia Internacional de Sensibilização para o Ruído | 29 de Abril

O ruído afecta cerca de 25% da população e é uma das principais causas de reclamação em matéria ambiental.  (Fonte: SPA-Sociedade Portuguesa de Acústica)

 Partindo desta premissa, o amigo da ADAL Nuno Sequeira alertou a Associação para o Dia Internacional de Sensibilização para o Ruído, pelo que, no âmbito da rúbrica Comemorar para Consciencializar, partilhamos a sua mensagem.

O dia 29 de Abril foi internacionalmente consagrado à sensibilização da comunidade para o excesso de ruído com que diariamente se confronta nas suas múltiplas atividades, sejam elas de trabalho, concentração ou lazer.

O Dia Internacional de Sensibilização para o Ruído é uma oportunidade para a reflexão sobre um problema que, cada vez mais, se vai agudizando.

A Sociedade Portuguesa de Acústica aderiu a esta iniciativa e está a promover e divulgar ações de sensibilização para o Ruído, tendo para o efeito disponibilizado um Poster alusivo à importância de reduzir e controlar o Ruído, o qual pode ser impresso e afixado em locais públicos visíveis, potenciando a sensibilização pretendida.

 

Hoje é DIA DA TERRA | 22 de Abril

Dia da Terra, comemorado a 22 de Abril, é uma oportunidade mais para uma reflexão sobre a relação do ser humano com o planeta que o sustenta.

O ecossistema está constantemente sob pressão devido às atividades humanas pelo que todas as iniciativas para um mundo mais sustentável são bem-vindas.

A propósito desta efeméride, o Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, alertou para o imperativo de agir para combater e inverter os efeitos das alterações climáticas.

Também a ADAL, no calendário da atividade que dá cumprimento à sua missão de Organização Não Governamental de Ambiente, orgulha-se de contribuir para esta homenagem ao planeta Terra, sobretudo pela possibilidade de proporcionar às populações o conhecimento mais vasto possível sobre a defesa do Ambiente, do Património e da Qualidade de Vida no Município de Loures, de modo que estas possam adoptar, de forma consciente e esclarecida, pelas melhores práticas, e exercer os respectivos direitos e deveres civis e constitucionais.

Para a construção de um mundo mais sustentável todos somos imprescindíveis.

Ainda pode participar (até dia 25 de Abril) na 3ª Mostra de Fotografia – Retrato Ambiental de Loures, enviando fotografias que realcem aspetos ambientais do Concelho, sejam estes positivos ou negativos.

DIA INTERNACIONAL DOS MONUMENTOS E SÍTIOS | 18 de Abril

No dia 18 de Abril celebra-se o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios sob o tema Monumentos e Sítios: Conhecer, Explorar, Partilhar.

A ADAL associa-se a esta data e convida a população a conhecer e explorar os monumentos e sítios do concelho de Loures. Só através da partilha se poderá usufruir e valorizar os monumentos, centros urbanos e sítios. É fundamental conhecer a história e explorar os acontecimentos para partilhar e divulgar as memórias. Pugna pela defesa do Património Cultural.

A data foi instituída a 18 de Abril de 1982 pelo ICOMOS (Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios), uma associação de profissionais da conservação do património, e aprovada pela UNESCO em 1983 e que visa promover os monumentos e sítios históricos e valorizar o património ao mesmo tempo que tenta alertar para a necessidade da sua conservação e proteção. Neste dia decorrem várias iniciativas para celebrar a data, como visitas e entradas gratuitas nos monumentos.

CURIOSIDADES do vasto património arquitetónico e histórico do Concelho de Loures

Sabia que:

. O Conjunto Monumental de Santo Antão do Tojal está classificado como Monumento de Interesse Público? Integra o palácio dos Arcebispos, a igreja, o jardim, o palácio-fonte, o aqueduto e o chafariz.

. A Quinta do Conventinho, em Santo António dos Cavaleiros, foi convento de frades franciscanos da Província de Santa Maria da Arrábida? Aqui funciona o Museu Municipal de Loures desde julho de 1998.

. A Rota Histórica das Linhas de Torres é um projeto turístico-cultural de seis municípios? Criado para recuperar e valorizar o património histórico-militar, construído para defender a cidade de Lisboa das invasões dos exércitos napoleónicos no início do século XIX.

. A Quinta do Correio-Mor possui um notável palácio, edifício do século XVIII? Destaca-se pela imponência da fachada que dá para o pátio da entrada, precedido de porta brasonada.

DIA NACIONAL DOS MOINHOS | 7 de Abril

Os moinhos tradicionais têm um inestimável valor patrimonial, enquanto testemunho paisagístico, social e económico de um passado recente que importa valorizar.

A zona saloia de Loures foi uma área importante na transformação de cereal contando com um número significativo de moinhos que marcavam a paisagem circundante. Em 1941 o Concelho de Loures tinha 32 moinhos de vento (para além de 27 azenhas) recenseados.

Contudo o avanço da tecnologia na indústria moageira provocou o abandono destas máquinas artesanais e, consequentemente, a extinção da profissão de moleiro. Naturalmente, e de forma generalizada, registou-se o abandono dos moinhos e a posterior destruição e ruína dos mesmos.

No município de Loures, na Apelação, existe um moinho do tipo mediterrânico, que permite orientar as velas em função da direcção do vento. Apesar de recuperado em 1998 e 2006, fazendo reviver as técnicas tradicionais de transformação do trigo em farinha e desta em pão, não está atualmente em funcionamento. Atrevemo-nos a questionar: quando será possível voltar a visitar este moinho em atividade?

A ADAL assinala este Dia Nacional do Moinho com o intuito de pugnar pela valorização do património molinológico, enquanto preservação da memória, salvaguarda do engenho/ mecanismo, contributo pedagógico, defesa da paisagem natural, consolidação de circuitos turísticos integrados e, simultaneamente, potenciador de desenvolvimento local.