ECO Alerta: Árvores de Interesse Público

O programa ” Um bom ambiente “, da Rádio Horizonte FM 92.8, é um espaço de entrevistas, dicas e alertas que informa e sensibiliza para cuidarmos do nosso planeta.

A ADAL dinamiza a rubrica semanal ECO-Alerta.

Recordamos o ECO Alerta ADAL: ÁRVORES DE INTERESSE PÚBLICO, com destaque para a oliveira milenar de Santa Iria de Azóia.

As árvores, seres vivos com riqueza, diversidade e características únicas, têm atributos múltiplos na preservação ambiental.

O ensombramento, as flores/frutos/sementes, a madeira/resina/casca, mas também a regularização da temperatura, a biodiversidade, a redução da poluição sonora e do ar, a melhoria das condições dos solos, atingindo ainda particularidades muito relevantes como serem produtoras de oxigénio e sumidouros de dióxido de carbono, contribuindo fortemente para a descarbonização.

E para lá destas qualidades, a história das árvores também se conta a partir da sua idade, tamanho, beleza, e adquire uma riqueza ainda maior quando a sua história tem ligações às pessoas e ao território.

Também no Concelho de Loures há exemplares classificados enquanto Arvoredo de Interesse Público, classificação esta restrita a espécies do Continente e feita pela Autoridade Florestal Nacional (AFN), com base na longevidade, no porte, no desenho e na raridade das árvores, mas também em motivos históricos e culturais.

A ADAL recorda aqui a Oliveira Milenar. Situada no Bairro da Covina, em Santa Iria da Azóia, no que resta de um antigo olival próximo das ruínas do castelo de Pirescouxe. Esta oliveira bravia, localizada em propriedade privada, mas de livre visita, foi – em 2011 – certificada com uma idade aproximada de 2850 anos.

A idade foi determinada através de um método inovador de datação de árvores antigas – que permite estimar a idade de qualquer árvore, mesmo que esta se apresente oca no seu interior, e que não obriga ao seu abate, nem provoca lesões que comprometam a sua saúde – desenvolvido por um grupo de investigadores da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

Fica a sugestão da ADAL para uma visita.

A longevidade e imponência desta árvore merece a nossa atenção, protecção e valorização!

Um Olhar por Dentro | reserva de agenda

A ADAL organiza a edição 2018 de UM OLHAR POR DENTRO.

No próximo dia 27 de Outubro, pelas 10 horas, vamos estar na cidade de Sacavém e (re)visitar apontamentos culturais.

Aceite o desafio: juntos, conhecermos mais sobre a nossa identidade, cultura e património!

BREVEMENTE anunciamos o programa!

ADAL colabora com o projecto Escola Azul

No âmbito da candidatura ao projecto Escola Azul, o Agrupamento de Escolas da Bobadela convidou a ADAL para uma troca de impressões sobre algumas realidades, aspectos e características concelhias que possam vir a ser consideradas na programação dos conteúdos a trabalhar com os alunos, nomeadamente no que se refere à rede hidrográfica e ao património materiale imaterial que lhe está associado, contribuindo ainda para a identificação de alguns parceiros locais, tendo em conta a existência numerosa de empresas com actividade na área do ambiente.

Este encontro ocorreu no dia 19 de Julho, na EB1 da Bobadela, com a presença da Directora do Agrupamento de Escolas, Fernanda Almeida, e da Coordenadora do projecto UNESCO Escola Azul,  Cristina Maria Duarte,  tendo constituído uma oportunidade de conhecimento mútuo, considerada muito profícua por ambas as partes.

O Agrupamento pretende estudar os rios que se encontram na sua proximidade, entre os quais o Tejo e o Trancão, procurando perceber a sua biodiversidade, a influência que ambos tiveram e continuam a ter na vida da população da Bobadela, bem como os efeitos nocivos da acção do Homem em ambos os rios.

O projecto “Bobadela, entre o Trancão e o Tejo, rumo ao Oceano” vai desenvolver-se com um foco particular sobre a problemática dos resíduos, bem como a dinâmicas das relações entre os habitantes da vila e a natureza circundante, com especial enfoque nos dois rios.