DIA MUNDIAL DAS ZONAS HÚMIDAS – Em 2018, o Paul das Caniceiras é CA(U)SA da ADAL!

Neste dia em que se assinala o Dia Mundial das Zonas Húmidas, a ADAL reforça a sua preocupação relativa aos territórios com estas características no Concelho e a necessidade de serem recuperados nas múltiplas valorizações compatíveis com as características dos respectivos ecossistemas.

A natureza dotou o Concelho de Loures de importantes zonas húmidas: a zona dos Salgados em Santa Iria de Azóia, a área de sapal na frente ribeirinha do Tejo ou os pauis na várzea de Loures, e qualquer uma delas justificaria uma atenção especial devido aos perigos que as afectam e ameaçam.

Em 2018, o Paul das Caniceiras é CA(U)SA da ADAL!

Já nos anos de 2007 e de 2011, a ADAL emitiu Posições Públicas a respeito do Paul das Caniceiras. Infelizmente, a ausência de alterações positivas e, consequentemente, de medidas concretas com vista à sua protecção e conservação, mantêm esta zona húmida no centro das nossas preocupações e alertas.

O Paul das Caniceiras – localizado na Várzea de Loures, na freguesia de Santo Antão do Tojal – está classificado enquanto zona húmida. O seu ecossistema é rico, porém sensível, vulnerável e extremamente ameaçado. Zona de terrenos alagadiços com cerca de 14 hectares, é um importante refúgio – de nidificação e alimentação – para diversas espécies de aves aquáticas (inventariadas na Diretiva Aves), algumas em perigo de extinção, como para outra fauna, com destaque para a presença da “Boga-de-Lisboa” (Chondrostoma olisiponensis), espécie descoberta já neste século e descrita em 2007.

As ameaças a este habitat em concreto não são recentes nem desconhecidas. (Ler abaixo Posições Públicas anteriores)

Por isso se volta a colocar em agenda, com preocupação acrescida, o Dia Mundial das Zonas Húmidas.

A ADAL reafirma a PROTECÇÃO e VALORIZAÇÃO do PAUL DAS CANICEIRAS em defesa do ambiente, em prol da biodiversidade e pelo interesse em dotar o espaço de funções de lazer e turísticas!

Posição Pública 2007

Posição Pública 2011

Posição Pública 2017

Comemorações do 10º aniversário da ADAL

21.01.2018

Santo Antão do Tojal

O programa constou de três actividades: Visita guiada a elementos do património construído e ambiental; almoço convívio; sessão “Causas da ADAL”

[span4]

[/span4][span4]

[/span4]
Parceiros: Junta de Freguesia de Santo Antão do Tojal

Na sua acção de defesa do Ambiente e Património do concelho de Loures, a ADAL tem vindo a adoptar um conjunto de CAUSAS que visam sensibilizar e mobilizar as populações, instituições e entidades oficiais, para as questões de defesa do ambiente e de preservação do património concelhio, como o Palácio de Valflores, a Frente Ribeirinha, a Água é de Todos, e a defesa da Valorsul como empresa publica.
Àquelas Causas juntam-se agora duas novas Causas: o Aqueduto de Santo Antão do Tojal e o Paul das Caniceiras, razão pela qual escolhemos Santo Antão do Tojal para realizar as comemorações do 10º aniversário da ADAL.
Na manhã do dia 21 de Janeiro realizou-se uma visita ao património construído e ambiental, guiada por José Júlio Morais, e após o almoço convívio, promovemos o Debate “As Causas da ADAL”, em que participaram, para além de José Júlio Morais (ex-Presidente da JF de Santo Antão do Tojal), que nos falou dos projectos de salvaguarda dos Aquedutos e Rua dos Arcos, e os biólogos Ana Veríssimo e Filipe Ribeiro que nos esclareceram sobre a importância do Paul das Caniceiras para a preservação da biodiversidade.
Na sessão foi ainda passado o filme “10 anos em 10 minutos”, que resume os principais projectos da ADAL, desde a sua génese, há cerca de 20 anos, enquanto movimento de cidadãos preocupados com os impactos da instalação da incineradora em São João da Talha (Valorsul).

Caminhada e visita guiada ao conjunto patrimonial de Santo Antão do Tojal

No domingo dia 21 de Janeiro entre as 10:30 e as 12:30, integrado na comemoração do 10º aniversário da ADAL, terá lugar uma caminhada e visita guiada ao conjunto patrimonial de Santo Antão do Tojal.

Num percurso pedestre de cerca de 2 horas, em ritmo de passeio e conversa informal visitaremos pontos importantes do património cultural e patrimonial de Santo Antão do Tojal como o Cruzeiro, a Igreja Matriz, o Palácio dos Arcebispos, o Palácio Fonte-Monumental, o Chafariz dos Arcos, entre outros.

A participação é livre, e aberta a todos, e o ponto de encontro é no Largo Francisco Maria Borges, domingo dia 21/1 às 10:30.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assembleia geral da ADAL | Dia 12 de Dezembro

Nos termos do artigo 29.º do Regulamento Interno, a ADAL convocou a Assembleia Geral para reunir no próximo dia 12 de Dezembro, às 20H30, no Espaço A na Casa do Adro, na Rua Padre António Vieira, em Loures.

Ordem de Trabalho:

1.     Plano de Actividades e Orçamento para 2018

2.     Informações

3.     Apresentação e votação da acta

Se à hora marcada não estiverem presentes 50% dos associados, a Assembleia-geral reunir-se-á em segunda convocação meia hora depois, qualquer que seja o número de associados presentes.

PARTICIPE!

A participação dos sócios e amigos da ADAL é importante para vincular e fundamentar a actividade da nossa associação e – JUNTOS – garantirmos a defesa do Ambiente e do Património de Loures.