Adal faz 10 anos

No próximo dia 21 de Janeiro, a ADAL assinala 10 anos de existência formal, embora os seus primórdios remontem a 1994.

Passa, portanto, uma década de trabalho e dedicação, de inúmeros sócios e dirigentes que guindaram a Associação ao estatuto de ONGA Local (Organização Não Governamental de Ambiente) e ao reconhecimento crescente do seu papel e importância no Concelho de Loures.

Justifica-se um momento de comemoração que honre o caminho percorrido e as conquistas alcançadas, mas também constitua um tempo de partida para novos desafios, novas causas e novos objectivos.

As iniciativas que irão assinalar o 10.º aniversário da ADAL terão lugar em Santo Antão do Tojal, território que nos permite a feliz síntese entre as novas causas da ADAL, Aquedutos e Rua dos Arcos, no domínio do Património, e Paul das Caniceiras, no domínio do Ambiente, bem como entre o passado e o futuro da nossa actividade.

O AQUEDUTO DE SANTO ANTÃO DO TOJAL | Um artigo de Florbela Estevão no Notícias de Loures

“Este monumento do nosso património reúne em si vários pontos de interesse: não só é uma obra classificada como Monumento de Interesse Público, que importa por isso salvaguardar e valorizar, como constitui, ainda hoje, apesar de “interrompido” nalguns pontos, um marco assinalável na paisagem pela sua imponência. Ele remete-nos, evidentemente, para o uso da água, e para as múltiplas nascentes que caraterizam esta zona do território do concelho de Loures, designada há muito tempo como a Serra de Água.”

Ler mais: http://www.adaloures.pt/news/o-aqueduto-de-santo-antao-do-tojal-um-artigo-de-florbela-estevao-no-noticias-de-loures/

Posição Pública | ADAL adopta novas causas

ADAL adopta novas causas

PAUL DAS CANICEIRAS

AQUEDUTOS DE SANTO ANTÃO DO TOJAL

Precisam de impulso requalificador

Os Orgãos Directivos da ADAL- Associação de Defesa do Ambiente de Loures reunidos oportunamente em S. Julião do Tojal, Concelho de Loures, consideraram que o Paul das Caniceiras e os Aquedutos de Santo Antão do Tojal, exigem o empenho da sociedade civil e dos poderes públicos em ordem à sua preservação e reaqualificação.

Assim, a partir da tomada de posse dos novos órgãos autárquicos eleitos, a Associação ambientalista e de defesa do Património, desencadeará iniciativas junto das autarquias e do governo, tendo em vista o desenvolvimento de projectos e respectivo financiamento tendo em vista:

1. Recuperar, qualificar e conferir natureza didáctica e de local da biodiversidade ao Paul das Caniceiras;

2. Retomar, prosseguir e concluir as acções de recuperação do Património do conjunto setecentista de Santo Antão do Tojal, designadamente, os Aquedutos, Rua dos Arcos e Palácio-Fonte. 

A ADAL, conta encontrar nestas diligências, o apoio dos poderes local e central, bem como das populações do Concelho de Loures, junto de quem desenvolverá ainda iniciativas de informação e conhecimento, destas importantíssimas referências do Município, ainda insuficientemente conhecidas e valorizadas.