CDU EM DEFESA DO AQUEDUTO DE SANTO ANTÃO DO TOJAL

Numa moção apresentada pela CDU a Assembleia Municipal de Loures, reunida a 28 de Fevereiro de 2019, delibera por unanimidade:

• Apelar à Câmara Municipal que tome as diligências necessárias junto da Ministra da Cultura e da Direção Geral do Património Cultural para que as obras de conservação do aqueduto aconteçam;

• Promover uma visita no âmbito da Comissão de Educação, Juventude, Cultura e Desporto da Assembleia Municipal juntamente com técnicos do município por forma a recolher mais informação sobre a matéria;

• Exigir junto do Governo as obras de conservação e requalificação do Aqueduto de Santo Antão do Tojal.

Escavações arqueológicas em Bucelas


Foi descoberta em Loures uma antiga necrópole com esqueletos e ossadas do século XV. Estas escavações arqueológicas permitem perceber de que forma se vivia antigamente naquela zona.

Clique AQUI para ver um curto vídeo comentado por Nathalie Antunes Ferreira, antropóloga do Instituto Universitário Egas Moniz, e Florbela Estêvão, arqueóloga da Câmara Municipal de Loures e dirigente da ADAL.

ADAL reúne em Assembleia

Os Órgãos Sociais da ADAL reuniram em Assembleia Geral, no passado dia 26 de Março.

No primeiro ponto da Ordem de Trabalho, o relatório e contas de 2018 foram aprovados por unanimidade.

No assunto referente ao Positivo e Negativo nos domínios Ambiente e Patrimónioforam apreciadas as propostas apuradas no decorrer de todo o ano de 2018, tendo sido seleccionados dois aspectos em cada uma das categorias.  A ADAL emitirá uma informação pública sobre o Positivo e Negativo de 2018.

Repertório para a Inovação e Boas Práticas Associativas

No âmbito do Conselho Municipal do Associativismo, a ADAL integrou um “grupo de trabalho para a reflexão sobre o Associativismo no Concelho de Loures”,  que culminou com a edição de um documento denominado “Repertório para a Inovação e Boas Práticas Associativas”.

O repertório reúne um conjunto de experiências e boas-práticas que visam “aproximar o movimento associativo das populações e as populações do movimento associativo”, assente  em quatro ideias-chave: Confiança, Participação, Inovação e Transparência e encerra com alguns aspetos de carácter reivindicativo ao poder central e local.

Pretende-se indicar caminhos para o dirigismo associativo, para a revitalização das coletividades e clubes do concelho, permitindo que cada se aproprie do documento de acordo com a sua realidade.

Clique aqui para ler o “Repertório para a Inovação e Boas Práticas Associativasn