2015

A ADAL, reunida em Assembleia Geral procedeu à apreciação dos factos positivos e negativos de 2015 respeitantes ao ambiente e património do Concelho de Loures e considera:

 

POSITIVO

NEGATIVO

AMBIENTE

Plano de Acção dos SIMAR, com o reforço do número de trabalhadores e da frota, com melhorias no serviço de recolha de RSU.

Destinatário: SIMAR Loures e Odivelas

Ausência de intervenção de preservação do Paul das Caniceiras

Destinatário: CM Loures e Junta da União das Freguesias de SAT e SJT

Estado da Frente Ribeirinha do Tejo

Destinatário: Ministério do Ambiente, Ministério do Planeamento e Infraestruturas e CM Loures

Privatização EGF/Valorsul

Destinatário: Primeiro-Ministro

PATRIMÓNIO

Arranque de campanha para o restauro da Igreja Matriz de Loures

Destinatário: Paróquia de Loures

Programa de percursos pedestres, a que se associam conteúdos informativos temáticos, de sensibilização para o Património Cultural. *

Destinatário: CM Loures

Estado de decadência do Palácio de Valflores

Destinatário: Ministério da Cultura e CM Loures

Estado de decadência da Casa Medieval da Torre de Cima – Bucelas

Destinatário: Ministério da Cultura e Proprietário

*Recomendação: Deve ter lugar uma melhor identificação dos caminhos, dotando-os de informação, para que os cidadãos os possam percorrer autonomamente.

A ADAL destaca assim, os factos mais relevantes que marcam cada ano, procurando apoiar e estimular as melhores práticas e condenar aquelas que se apresentem em contradição com o interesse e bem-estar colectivos.

No caso particular da tentativa governamental de privatizar a Valorsul, a ADAL, entende destacar o facto, como muito negativo, por não haver nenhuma razão justificativa para o fazer, nem ambiental, nem técnica, nem económica, mas com as previsíveis consequências nefastas e indesejáveis de aumento de taxas e a fuga ao controlo democrático do funcionamento da Central de Incineração e demais instalações do sistema.

Comments are closed.