Comemorar o Dia Mundial do Ambiente

A ADAL instituiu, em 2005, o POSITIVO E NEGATIVO DO ANO, iniciativa que vem sendo desenvolvida anualmente e que visa destacar os factos mais relevantes que marcam, em cada ano, nos domínios do Ambiente e do Património. Com esta iniciativa, queremos apoiar e estimular as melhores práticas e condenar aquelas que se apresentem em contradição com o interesse e bem-estar colectivos.

A eleição dos aspectos Positivos e Negativos do ano ocorre sempre na Assembleia Geral do primeiro Trimestre do ano seguinte ao de referência, sendo entregues os respectivos certificados às entidades destinatárias no Dia Mundial do Ambiente – 5 de Junho.

Neste Dia Mundial do Ambiente de 2020 não temos certificados para entregar porque, devido à crise pandémica, fomos forçados a adiar a nossa Assembleia Geral para o final do mês de Junho. Porém, temos uma história para partilhar, lembrando todos os aspectos Positivos e Negativos eleitos, desde 2005.

Alguns problemas foram ultrapassados, outros mantêm-se e ainda justificam o papel de advertência e acompanhamento que esta iniciativa da ADAL proporciona.

Neste Dia Mundial do Ambiente, a ADAL divulga os aspectos Positivos e Negativos registados entre 2005 e 2018.

Embora mais tarde do que é habitual, a eleição do Positivo e Negativo de 2019, nos domínios do Ambiente e do Património, irá acontecer. Os respectivos certificados serão entregues, com uma atenção particular ao evoluir da situação, no que aos Negativos diz respeito.

Para participar, não é preciso ser sócio. Basta enviar para adaloures@gmail.com uma mensagem sobre o que se considera serem os aspectos positivos ou negativos nos domínios acima referidos, no município de Loures. Ao longo do ano nós fazemos o registo de todas as sugestões que são colocadas à votação dos sócios, presencialmente, na Assembleia Geral do primeiro Trimestre do ano seguinte.

Por um bom Ambiente e pela salvaguarda e valorização do nosso Património!

PETIÇÃO: Classificar o Convento de Nossa Senhora dos Mártires e da Conceição dos Milagres, de Sacavém

Para assinar a Petição clique AQUI.

Com a extinção das ordens religiosas em 1834, cessou as suas funções conventuais, tendo sido entregue em 1877, ao então Ministério da Guerra. Por lá passaram o Regimento de Artilharia Pesada Nº1, depois a Escola Prática do Serviço de Material e, até 2006, o Batalhão de Adidos.

Do seu património, em permanente risco de completa destruição e furto, salientamos azulejos dos séculos XVI, XVII e XVIII.

A ADAL tomou a iniciativa de denunciar publicamente o estado de completo abandono e destruição que está a acontecer com o Convento.

O Convento foi recentemente visitado por técnicos do Ministério da Cultura/DGPC e da Câmara Municipal de Loures – visita que a ADAL acompanhou – tendo-se confirmado a destruição que vem acontecendo neste testemunho de grande importância histórica.

Importa, pois, que se leve a efeito um amplo movimento da população do Concelho de Loures para a salvaguarda e valorização do Convento de Nossa Senhora dos Mártires e da Conceição dos Milagres, que corre o sério perigo de ficar completamente destruído.

Aos esforços da Tutela e do Município de Loures em preservar o Convento, há que acrescentar a poderosa influência dos cidadãos, tendente a salvar tão importante testemunho, que é integrante do património cultural nacional, mas muito dos sacavenenses, e evidentemente do Concelho de Loures.

É isso que queremos que aconteça. E é esta a finalidade da petição que vos propomos assinar e que será enviada à Senhora Ministra da Cultura e aos Grupos Parlamentares, para que o Estado desenvolva todas as diligências necessárias e ao seu alcance, para a classificação patrimonial do primeiro grande passo para a sua SALVAGUARDA e VALORIZAÇÃO.

A ADAL COMPLETA 12 ANOS

A ADAL- Associação de Defesa do Ambiente de Loures completa, nesta data, 12 anos de actividade enquanto associação formal, embora a sua acção tenha já mais de 20 anos.


Ao longo destes anos, muitas foram as causas, acções, denúncias e propostas que a ADAL protagonizou mas neste momento de aniversário, o que nos parece mais relevante é continuar com os olhos e a nossa intervenção direccionados ao futuro. Por isso, aqui damos eco do nosso propósito de nos próximos tempos, continuarmos a batalhar pelos seguintes objectivos:

  1. Um Plano Estratégico Municipal de Combate e Adaptação às Alterações Climáticas;
  2. Um Plano de Ordenamento para a Frente Ribeirinha do Tejo em Loures e a defesa da sua qualificação posta ao serviço das populações;
  3. A salvaguarda, valorização e classificação como Área Protegida do Paul das Caniceiras;
  4. A recuperação, valorização e fruição do Palácio de Valflores;
  5. A retoma e conclusão das acções de recuperação patrimonial do conjunto setecentista de Santo Antão do Tojal, designadamente, os Aquedutos, Rua dos Arcos e Palácio-Fonte;
  6. A recuperação, dignificação e classificação do Siphão do Alviela em Sacavém;
  7. A classificação, preservação e recuperação do Convento dos Mártires e da Conceição;
  8. Pela alteração dos paradigmas da mobilidade urbana;

A ADAL conta poder encontrar nesta sua demanda, a acção dos poderes local e central, bem como das populações do Concelho de Loures, com quem prosseguirá iniciativas de informação e conhecimento, destas importantíssimas referências para o Município de Loures, ainda insuficientemente conhecidas, defendidas e valorizadas.

Loures, 21 de Janeiro de 2020
Para mais informações: Rui Pinheiro 919 538 842, adaloures@gmail.com

Renovação do protocolo de colaboração com a GESLOURES

Na presente época desportiva, os sócios da ADAL e os respectivos cônjuges e descendentes beneficiam de uma redução de 10% sobre o valor das mensalidades relativas à frequência de actividades em regime de utilização individual.

Em caso de interesse, os sócios da ADAL devem solicitar-nos uma declaração que comprove a situação de sócio, através do endereço adaloures@gmail.com.

PELA SUA SAÚDE, FAÇA DESPORTO!