A ADAL e a comemoração do Dia Mundial do Ambiente

No passado dia 5 de Junho, exatamente para assinalar o Dia Mundial do Ambiente, no âmbito do Projecto «Pelos Trilhos do Património e da Natureza», 53 pessoas participaram no «Percurso pela Várzea de Loures» – orientado no terreno pelo nosso amigo Manuel Silva, com a intervenção qualificada das técnicas municipais, Tânia Mateus e Ana Raquel Silva, respectivamente no âmbito das políticas municipais de Planeamento e Museologia e Património.

Num percurso circular, de aproximadamente 10 quilómetros, foi possível observar toda a riqueza que existe na Várzea de Loures.

No que diz respeito ao património histórico, logo no início do percurso, foi-nos dada a oportunidade de visitar a muito interessante e nem sempre aberta ao público Igreja de São Julião e Santa Basilisa de Frielas.

Simultaneamente aqui aconteceu uma breve intervenção de Isabel Rodrigues, presidente da direção da ADAL, para apresentar sumariamente a Associação e sua dinâmica e informar aspectos práticos relativos ao percurso.

A circularidade da caminhada levou-nos ainda à histórica Praça Monumental de Santo Antão do Tojal e no final ao Sítio Arqueológico de Frielas.

Na parte inicial do percurso, diante de uma paisagem de cultivo esmagadora, os participantes ficaram a saber que anualmente, no que estavam a ver, são produzidas 40 mil toneladas de tomate de elevada qualidade e também milho. Já no retorno, na “baixa” de Unhos, com o Trancão ali tão perto, o grupo contactou, no sapal, com uma extensa área de cultivo.

Para terminar, a Água, que nas palavras de Herberto Helder «…é uma delicadíssima e exaltante matéria.»

Mas para todos nós também o é. Por isso, o Paul das Caniceiras em Santo Antão do Tojal, é uma das causas maiores da ADAL, que permanentemente vem sublinhado a premência da classificação patrimonial desta “jóia” do Concelho de Loures, que potenciará o seu valor ambiental.

Pela sua extensão de aproximadamente 14 hectares de área alagada, de habitat da espécie rara de peixe “Boga-de-boca-arqueada de Lisboa”, de local de refúgio e nidificação de espécies de aves, pela rara beleza paisagística, o Paul das Caniceiras foi um dos locais onde os participantes da caminhada mais tempo se detiveram a observar e a fotografar.

O dia 5 de Junho de 2021, Dia Mundial do Ambiente, foi simultaneamente, um grande momento de celebração e descoberta.