URGE A REQUALIFICAÇÃO DA FRENTE RIBEIRINHA DO TEJO NO CONCELHO DE LOURES. QUE NINGUÉM BOICOTE TAL OBJECTIVO

As Câmaras Municipais de Loures e Lisboa e o Governo português preveem acolher, na Frente Ribeirinha do Tejo, no Concelho de Loures, a Jornada Mundial da Juventude a realizar em 2023 (que estava prevista para 2022 e foi adiada por um ano, devido à pandemia sanitária COVID-19).

No passado dia 22 de Novembro, o Papa entregou a uma delegação portuguesa, na Basílica de São Pedro, os símbolos da Jornada Mundial da Juventude para essa edição internacional a decorrer em Portugal.

Tal passo significa um avanço no processo de concretização do evento e significa que, no terreno, tem que iniciar, muito em breve, o processo de intervenção no território, que viabilize, em condições de dignidade, a concretização da participada iniciativa da Igreja Católica.

A ADAL- Associação de Defesa do Ambiente de Loures vem, desde há anos, tornando públicas as suas preocupações com o estado e a situação de pressão desqualificadora na Frente Ribeirinha do Tejo em Loures e considera que a oportunidade de qualificação desta área do arco ribeirinho não pode mais ser protelada, requerendo-se quer do Governo quer do Município de Loures uma actuação urgente, determinada e abrangente.

A Frente Ribeirinha do Tejo em Loures precisa:

  1. Erradicar os problemas da desqualificação territorial, ambiental e económica e acção mitigadora dos impactos das actuais actividades, impedindo ali novas actividades inadequadas e impróprias de um espaço de elevada nobreza e valor ambiental;
  2. A elaboração urgente de um Plano de Ordenamento, como instrumento de gestão sustentável do território e alavanca de protecção ambiental e de desenvolvimento económico equilibrado;
  3. Que se reúnam, sob os mesmos propósitos, o governo, as autarquias, as empresas e os cidadãos, em ordem à valorização da frente Tejo nas suas diferentes dimensões, das económicas às lúdicas, das ambientais às turísticas.

A Frente Ribeirinha do Tejo em Loures NÃO precisa:

  1. Que as forças políticas da oposição na Câmara Municipal de Loures boicotem as acções e o financiamento da Requalificação, como aconteceu recentemente ao chumbarem a contratação de um empréstimo de médio e longo prazo para obra, que o Município pretende contrair para tornar a operação de construção do “Passadiço do Tejo” possível, a breve prazo.
  2. Ser usada como palco de disputa partidária que não tenha em conta os interesses colectivos e o bem estar e aspirações das populações.

LOURES TAMBÉM TEM TEJO!

Comemorar o Dia Mundial do Ambiente

A ADAL instituiu, em 2005, o POSITIVO E NEGATIVO DO ANO, iniciativa que vem sendo desenvolvida anualmente e que visa destacar os factos mais relevantes que marcam, em cada ano, nos domínios do Ambiente e do Património. Com esta iniciativa, queremos apoiar e estimular as melhores práticas e condenar aquelas que se apresentem em contradição com o interesse e bem-estar colectivos.

A eleição dos aspectos Positivos e Negativos do ano ocorre sempre na Assembleia Geral do primeiro Trimestre do ano seguinte ao de referência, sendo entregues os respectivos certificados às entidades destinatárias no Dia Mundial do Ambiente – 5 de Junho.

Neste Dia Mundial do Ambiente de 2020 não temos certificados para entregar porque, devido à crise pandémica, fomos forçados a adiar a nossa Assembleia Geral para o final do mês de Junho. Porém, temos uma história para partilhar, lembrando todos os aspectos Positivos e Negativos eleitos, desde 2005.

Alguns problemas foram ultrapassados, outros mantêm-se e ainda justificam o papel de advertência e acompanhamento que esta iniciativa da ADAL proporciona.

Neste Dia Mundial do Ambiente, a ADAL divulga os aspectos Positivos e Negativos registados entre 2005 e 2018.

Embora mais tarde do que é habitual, a eleição do Positivo e Negativo de 2019, nos domínios do Ambiente e do Património, irá acontecer. Os respectivos certificados serão entregues, com uma atenção particular ao evoluir da situação, no que aos Negativos diz respeito.

Para participar, não é preciso ser sócio. Basta enviar para adaloures@gmail.com uma mensagem sobre o que se considera serem os aspectos positivos ou negativos nos domínios acima referidos, no município de Loures. Ao longo do ano nós fazemos o registo de todas as sugestões que são colocadas à votação dos sócios, presencialmente, na Assembleia Geral do primeiro Trimestre do ano seguinte.

Por um bom Ambiente e pela salvaguarda e valorização do nosso Património!

Exposição de bolso “Paul das Caniceiras – Narrativa ilustrada de uma causa cheia de vida”

Na data em que se assinala o Dia Internacional da Biodiversidade, a ADAL lança a Exposição de Bolso #2. 

Uma singela forma de comemorar a natureza, celebrar a diversidade da fauna e flora e apelar para a preservação do ecossistema existente no Paul das Caniceiras, zona húmida ímpar localizada no concelho de Loures.

A ADAL defende a classificação do Paul das Caniceiras enquanto Área Protegida de Âmbito Regional/Local.

Conheça e valorize também este importante património natural do concelho.

Paul das Caniceiras
Paul das Caniceiras

Dia Internacional dos Museus 2020

O Dia Internacional dos Museus foi comemorado pela primeira vez há 40 anos, numa celebração que tem vindo a observar uma crescente adesão de Museus em todo o mundo.

Neste ano o mote das celebrações é “Museus para a Igualdade: Diversidade e Inclusão”, chamando a atenção para o seu papel no esforço de intercâmbio cultural, enriquecimento de culturas e desenvolvimento de entendimento mútuo, a cooperação e a paz.

Nos dias que correm, em que tantas desigualdades e injustiças se observam, de forma agravada, no mundo e no nosso país, estes espaços de preservação, valorização e divulgação das memórias colectivas não podem estar alheios às realidades sociais, promovendo o conhecimento e a compreensão das razões históricas, políticas e sociais que as contextualizam, tanto no passado como na actualidade.

Esta função e responsabilidade impõe-se particularmente aos Museus Municipais, pela relação de proximidade relativamente à comunidade em que se inserem.

Neste Dia Internacional dos Museus 2020, a ADAL saúda o importante papel social e cultural dos Museus, em geral e dos Museus Municipais, em particular, assinalando o esforço que estes últimos têm vindo a fazer para os desígnios da inclusão e do respeito pela diversidade cultural.

Aproveitamos igualmente para assinalar que, relativamente a preocupações/sugestões no quadro da pandemia causada pelo COVID-19, um dos aspectos que a ADAL referiu numa comunicação enviada à Assembleia Municipal no passado mês de Abril, foi a necessidade de se proceder à identificação e adopção de medidas que permitam a reabertura e funcionamento, logo que possível e de acordo com as recomendações das autoridades de saúde, dos equipamentos culturais municipais, designadamente os museus municipais e sítios patrimoniais de referência em condições de segurança para todos.

Foi, por isso, com satisfação que tomámos conhecimento da reabertura dos Museus Municipais neste dia 18 de Maio, acompanhando a decisão que, a nível nacional, retoma a importante função destes espaços públicos no plano da Cultura e do Conhecimento.

Perspectivando o desconfinamento, mas atendendo sempre às regras em vigor para prevenção e mitigação dos riscos de contágio, relembramos os museus e núcleos museológicos de Loures, para uma futura visita:

  • Museu de Cerâmica de Sacavém
  • Museu do Vinho e da Vinha  – Bucelas
  • Museu Municipal de Loures – Quinta do Conventinho
  • Núcleo Museológico Casa-Museu José Pedro – Sacavém
  • Núcleo Museológico da Igreja Matriz de Bucelas
  • Núcleo Museológico Luís Serra (Grupo Musical e Recreativo da Bemposta)
  • Núcleo Museológico Mário Roberto (Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Bucelas)
  • Centro de Interpretação das Linhas de Torres – Bucelas
  • Sitio Arqueológico de Frielas